segunda-feira, 31 de maio de 2010

CULTO DOMINGO 30/5


Grande celebração da família, domingo a noite culto de muita alegria e festa para o Senhor Jesus, muito louvor e muita adoração, Pastor Carlos Antonio deu inicio a reunião lendo o Salmo 24: 3 perguntando quem subirá ao monte do Senhor, ou que estará no seu santo lugar? Respondendo com o versículo 4 do mesmo falou de quem o Salmo se refere como aquele que é limpo de coração e digno de entrar no santo lugar Jesus nosso Senhor e Salvador, depois de muita adoração pastor Carlos Eduardo ministrou uma palavra no livro de Jó cap.42: 2 fazendo o resumo da vida de Jó e mostrando que tinha uma Herança de benção vinda de seu pai Issacar Gn 46: 13, filho de Jacó(Israel) que era filho de Isaque que era filho de Abraão com quem aprendeu a adorar ao único Deus Verdadeiro anunciando que a Ultima palavra é do Senhor na nossa vida! Fez uma analise dizendo que o livro de Jó e o livro das 7 vozes:
a voz de satanás que disse que ele só era crente por causa de benção cap.1
a voz de sua mulher que disse amaldiçoa esse Deus e morre cap.2:9
a voz de Elifaz o temanita que repreendeu e exortou Jó cap.4,5,15.
a voz de Bildade o suíta que refutou e acusou Jó de estar em pecado cap.8,18,25.
a voz de Zofar o naamatita que repreendeu e disse a Jó se arrependesse cap.11,20.
a voz de Eliú o buzita que se levantou contra Jó o acusando de ser o culpado cap.32,33,34 e 36.
a voz de Deus que mudou o cativeiro de Jó e o abençoou poderosamente cap.42: 10.
Com base nestes 7 personagens deste livro pastor Carlos Eduardo deixou uma palavra de profundo ensinamento dizendo que a Ultima palavra é do Senhor a nosso respeito por que bem sei diz o Senhor que pensamento tenho a vosso respeito pensamentos de bem e não de mal, para vos dar o fim que esperais Jeremias cap.29:11. veja abaixo o video:
video

EBD - PALAVRA VIVA


Neste domingo o presbítero Maurílio ministrou na EBD sobre Fé percorrendo as paginas das escrituras sagradas deixando um ensinamento de benção com base em Hebreus 11, ensinando a importância de viver uma vida de confiança em Deus e em todo tempo crendo verdadeiramente nas promessas de Deus.veja o vídeo abaixo:
video

quinta-feira, 27 de maio de 2010

CULTO QUARTA 26/5

Nesta quarta o pastor Carlos ministrou uma palavra dizendo a todos membros presentes com base em I Timóteo cap 4: 13 e 14 que todos devemos valorizar estar na presença de Deus e chamando todos os que estão se deixando esfriar em sua chamada para voltarem a viver uma palavra viva em seus corações deixando o Espirito Santo nos conduzir em todo tempo para que possamos ser usado por Deus de maneira que todos vejam em nós a pessoa de Jesus Cristo pelo bom testemunho que damos como cristão e que devemos fazer o bem em todo tempo.
´´ MUITOS FAZEM O BEM P/ SER SALVOS, NÓ SOMOS SALVOS POR ISSO FAZEMOS E BEM ``

CULTO FESTIVIDADE

3 Dias de benção na comunidade sexta pastor Elson esteve conosco deixando uma palavra em filipenses cap2: 12,13 e 14 que temos que prosseguir para o alvo pela soberana vocação de Deus em Cristo Jesus pela qual ele nos chamou deixou um profundo ensinamento para todos que ali estavam. No sábado o ministério Manancial esteve louvando e ministrando e foi benção. Também no sabado esteve conosco o pastor da 12º I.E.Q de Varginha, pastor Edvaldo na foto ao lado do pastor Marcos ICNV ministrou numa noite de avivamento deixando uma palavra maravilhosa da parte de Deus sobre erros na vida de um escolhido nos mostrando o crivo da vida de Sansão que se deixou levar por muitas coisas que não agradavam a Deus. No Dmonigo pela manhã esteve conosco a pastora Aline da CEPAVI Que ministrou uma adoração pela manhã e uma tremenda palavra deixando um profundo ensinamento sobre 7 passos para uma vida abençoada.
Veja o video abaixo de alguns momentos:
video

segunda-feira, 17 de maio de 2010

UMA PALAVRA PRA VOÇÊ!

Domingo 16 de maio, que benção grande culto de celebração ao Senhor Jesus, A igreja louvou e engrandeceu o nome do Senhor com hinos, danças e ações de agradecimentos por tudo que Ele tem feito e por tudo que Ele ainda vai fazer por nós o seu povo Eleito ainda antes da fundação do mundo. O culto começou com uma chamada do Pastor Carlos Antônio a todos presentes a ser renderem e adorarem o Senhor verdadeiramente lendo o texto de Hebreus cap.10 :38 e firmando a verdade da palavra que o justo viverá da fé; e, se ele recuar, O Senhor não tem prazer nele. Quando iniciou o louvor o Ministro de louvor Alisom perguntou a todos os irmãos que verdadeiramente tem buscado viver uma virada em sua vida dá pra ouvir até agora o barulho de jubilo ao Senhor e em seguida o Ministro de louvor Luiz Paulo deu inicio ao som da guitarra na canção vou viver uma virada – Toque no Altar daí em diante é aquilo que quem já conhece pode dizer da comunidade é Show! Um novo estilo de vida, estilo mais do que abundante! Adoração aqui é um estilo de vida! Pastor Carlos Eduardo pregou uma mensagem dentro do Salmo 23, deixando um profundo ensinamento sobre as fazes da vida de Davi que o levou a compor o salmo 23 que foi lido no dia da sua unção sobre todo Israel. Falou sobre a Rejeição em sua casa. A Inferioridade diante de Golias. A perseguição de Saul. A mensagem teve a direção de ensinar a toda igreja que Deus usa uma escola para nos ensinar e nos preparar para grandes vitorias que ainda vamos conquistar como Davi que conquistou Jerusalém sua maior conquista a terra dos Jebuzeus que só foi conquistada por Israel depois de 500 anos mesmo sendo a promessa da conquista feita a Moisés e Passada a Josué só nos dias de Davi o Senhor a entregou a Israel. Veja partes da mensagem abaixo no vídeo:
video

sábado, 15 de maio de 2010

PASTORA GILCILENE

Sexta de Bênçãos,Pastora Gilcilene trouxe nos uma palavra de ensinamento dentro do livro de Apocalipse cap 1 : 1 a 9 onde falou sobre a importância de ouvirmos a voz do Espírito e estarmos atentos a Palavra de Deus nestes dias onde vemos uma grande apostasia em meio tantos ensinamentos precisamos estar acima de tudo na direção da Palavra e do Espírito de Deus para não nos deixarmos levar pelos homens mais sim por Deus. Descreveu o livro do Apocalipse como um livro que nos mostra que a cada dia o relógio da profecia bate anunciando a volta de Jesus Para buscar sua igreja, deixando para todos os presentes uma palavra de vigilância para não cometermos os mesmos erros das 7 Igrejas que foram exortadas por Deus nestes Livro nos apresentando as causas que levam uma igreja a errar em sua vida eclesiástica onde estas também se deixaram levar tanto por um espírito que tem a mesma característica agindo hoje como também no passado conhecido por nome de jezabel e outros como de balaão entre outros que tentam desviar da sã doutrina os fieis. Deixou claro que as igrejas tiveram também algo em comum entre elas, suas obras eram conhecidas diante de Deus. E todas foram chamadas pelo mesmo caminho que é o caminho único para todos que estão hoje servindo ao Senhor: Arrependimento (Mudança de Pensamento,vida) Voltar ao Primeiro Amor posição onde nunca teríamos saído se tivéssemos olhando para Jesus! Veja parte da Mensagem em Vídeo abaixo:
video

sexta-feira, 14 de maio de 2010

IGREJA PALAVRA VIVA


Exibir mapa ampliado

Avenida Padre Bruno, 1230 - Jardim Damasco - Varginha MG

quinta-feira, 13 de maio de 2010

CIRCULO DE ORAÇÃO

Circulo de Oração Betel. Tarde de Bençãos! Nesta quinta dia 13/05/2010 na Comunidade Evangélica Palavra Viva a equipe das mulheres se reuniu para louvar e agradecer o Senhor pelas bênçãos concedidas por todos os encontros de oração nas tardes de quintas onde as mulheres da igreja se reúnem para oração e culto de louvor a Deus. Pastora Vera deixou uma palavra de ensinamento com base no Salmo 115 falando a importância do trabalho e serviço ministerial que está sobre a vida das mulheres e que estas não devem ficar paradas diante das situações diversas que giram em torno de nossa vida e sim enfrentá-las com oração e suplicas a Deus que nos concederá força para vencermos as dificuldades e no tempo determinado nos honrará em nome de Jesus! Veja o video abaixo:
video
Pastor Carlos - Palavra Viva Josué cap.I vers.6-7 Palavra de ensino para igreja onde Pastor Carlos Antonio falou sobre a importância de fazermos nossa parte nas conquista diárias de nossa vida trazendo a realidade que muitos não querem ouvir nos dias de hoje onde infelizmente muitos estão atrás da benção e não do dono da benção, onde os pastores ensinaram o povo a ver somente as mãos do nosso Deus que nunca estiveram encolhidas (Isaias cap. 59) porém mais do que isso precisamos ver a face de Deus e sermos transformados em nossos pensamentos pela renovação de nossas mentes pelo poder da palavra de Deus em nós trazendo assim arrependimento (mudança de pensamento). Deixou claro que aquilo que estiver ao nosso alcance Deus nos dará força para conseguir e não fazer tudo sozinho, mais aquilo que fugir do nosso poder de alcance Ele moverá os céus e terra para nos fazer alcançar. A palavra de Deus a Josué foi esforça e tem bom animo e atenta para a palavra do meu servo Moises nos deixando um rico ensinamento sobre as bênçãos que a obediência a palavra de Deus e dos lideres nos beneficiam em nossa jornada ministerial lembrou que a benção de Deus é condicional com base em Deuteronômio cap.28 dentro de um prefixo singular: Se atentamente ouvir a voz de Deus, se obedecer os mandamentos, se no texto é segundo o nosso comportamento na presença de Deus. Lembrou nos do perigo que é dar ouvidos a Sambalate e Tobias que estão em todo tempo querendo nos tirar da visão de Deus (Neemias cap. 6). Resumindo Jesus disse Vinde a Mim os cansados e Eu voz aliviarei, tomai o meu fardo que é leve (Mateus cap11: 28). Veja o vídeo da Pregação!
video
Pastor Elson - Palavra Viva


O Poder do Evangelho

Romanos 1.16 “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.” O Evangelho sem dúvida é o maior poder que liberta e provê salvação para o que crer.
I- O EVANGELHO E PODER DIVINO
a) Oriundo do propósito do Pai “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (Jo 3.16)
b) Manifestado na vida e sofrimento do Filho “Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?” – (Hb 9.14);
c) Aplicado a nós pela obra do Espírito Santo “Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.” – (Ef 1.13)
II – O EVANGELHO E UM PODER SALVADOR
a) Nos salva do castigo do pecado “Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego.” (Rm 1.16) “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.” – (Jo 5.24) “PORTANTO, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” – (Rm. 8.1);
b) Nos salva do domínio do pecado “Não sabeis vós que a quem vos apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” – (Rm 6.16).
III – O EVANGELHO E UMA POTÊNCIA UNIVERSAL
a) Seus benefícios se oferecem a todos “Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.” – (Mt 11.29);
b) Seu poder é suficiente para todos “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;” – (Jo 1.12);
c) Suas condições estão ao alcance de todos “Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos,”
“A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” – (Rm 10.8-9) {Conclusão O Evangelho, as Boas Novas de Deus, é tudo que você precisa para uma vida completamente vitoriosa.


A qualidade do nosso louvor

Precisamos fazer o melhor para Deus, mas quais são os parâmetros que usaremos para avaliar o que é o melhor? Nossas opiniões sobre qualidade no louvor podem variar muito em função do nosso gosto musical ou da nossa capacidade de avaliação técnica.
Muitas vezes usamos tais critérios para selecionar o que vamos cantar nos nossos cultos. Buscamos a sofisticação no que se refere ao equipamento, aos instrumentos e aos arranjos vocais. Mas… o que o Senhor está buscando? Aqueles que o louvam e o adoram em Espírito e em verdade. A qualidade técnica é boa e desejável, mas não está em primeiro plano.
Caim e Abel apresentaram diferentes ofertas ao Senhor, mas o que foi decisivo para ambos foi o que traziam dentro de si. Enquanto examinamos o som e a voz, o Senhor sonda os corações. O ideal é que possamos unir qualidade espiritual e qualidade técnica, cantando e tocando com arte para o Senhor (Salmo 33.3). Precisamos, porém, ter consciência dos aspectos essenciais do verdadeiro louvor: um coração sincero e puro diante do Senhor.
Jesus disse que da boca das criancinhas vem o perfeito louvor (Mt.21.16). Por quê? Elas são puras e sinceras. Imagine a alegria de um homem, quando ouve seu filhinho pronunciando pela primeira vez: “papai”, sem melodia, sem instrumentos, mas com pureza. Aquele momento se torna inesquecível.
Mas, como podemos ter um coração puro se já não somos crianças e já cometemos tantos pecados? Se confessarmos os nossos pecados, o Senhor nos perdoa e nos purifica por meio do sangue de Jesus (cf. I João 1.7,9).
Antes de entrar no santuário para louvar ao Senhor, o sacerdote precisava se purificar. Isto se dava através do sacrifício de animais e pela água da pia de bronze (Êx.30.17-21; Hb.5.3). Ainda hoje, antes de louvarmos ao Senhor, precisamos pedir que ele nos perdoe, que ele nos limpe e que possamos, como crianças diante do Pai, oferecer a ele um louvor puro, sincero e agradável.
“Tendo pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos abriu através do véu…” (Hb.10.19-20).







O tempo de Deus

Texto: Gn.40.9-23
Introdução: Deus nos dá promessas. Precisamos crer em Deus e em sua palavra. O Senhor deu sonhos a José e ele tinha fé suficiente. Porém, precisava também de paciência, pois a realização do propósito divino iria demorar.
.
1- José pediu ao copeiro que o ajudasse a sair da prisão.
José tentou se beneficiar de um favor, um ato de influência junto a Faraó. O copeiro se esqueceu de José. Pedindo aos homens ou até mesmo a Deus, alguns dos nossos pedidos não serão atendidos (II Cor.12.8-9). José fugiu da tentação (Gn.39.12), como
.de fato, deveria ter feito, mas não conseguiu fugir da tribulação. Não adianta tentar antecipar o tempo de Deus (Ec.3.1,11).
2- José ficou preso por mais 2 anos (Gn.41.1).
A tribulação é persistente, duradoura, mas não é eterna. Deus tem o tempo exato para tudo.
Se José fosse liberto antes, ele não seria útil, pois Faraó não teria ainda os sonhos para serem interpretados. José seria um inútil livre.
3- José foi liberto da prisão (Gn.41.14).
No tempo certo, José foi liberto. Estava com 30 anos de idade (Gn.41.46), ou seja, 13 anos depois de ter os sonhos revelados (Gn.37.2). Este foi o tempo de Deus para José e ele tem um tempo determinado para cumprir em nós os seus propósitos e nos dar as bênçãos que esperamos.
Conclusão: Queremos tudo apressadamente. Gostamos de alimentos instantâneos.
Como aquele que aguarda o fruto da lavoura, receba a semente, a palavra de Deus, creia nela e tenha paciência para esperar.
Tirada da palavra pregada pelo pastor Carlos a igreja no domingo!
Veja o vídeo desta pregação pelo endereço abaixo:


O que é um levita

Muitas vezes os ministros de louvor e músicos evangélicos são chamados de “levitas”. Tal costume não é muito antigo, mas parece que já está se tornando tradição. No Novo Testamento não temos referência a ministros de louvor nem a instrumentistas na igreja. Jesus disse que o Pai procura adoradores (João 4.24).
O ensino apostólico, por sua vez, incentiva todos os cristãos a prestarem culto ao Senhor, com salmos, hinos e cânticos espirituais (Ef.5.18-20; Col. 3.16).
De onde então vem o conceito de “levita”? Tomamos por empréstimo de Israel e do Velho Testamento. Originalmente, “levita” significa descendente de Levi, que era um dos 12 filhos de Jacó.
Os levitas começaram a se destacar entre as 12 tribos de Israel por ocasião do episódio do bezerro de ouro. Quando Moisés desceu do monte e viu o povo entregue à idolatria, encheu-se de ira e cobrou um posicionamento dos israelitas. Naquele momento, os descendentes de Levi se manifestaram para servirem somente ao Senhor (Êx.32.26). Daí em diante, os levitas se tornaram ministros de Deus. Dentre eles, alguns eram sacerdotes (família de Aarão) e os outros, seus auxiliares. Embora os sacerdotes fossem levitas, tornou-se habitual separar os dois grupos. Então, muitas das vezes em que se fala sobre os levitas no Velho Testamento, a referência se aplica aos ajudantes dos sacerdotes. Seu serviço era cuidar do tabernáculo e de seus utensílios, inclusive carregando tudo isso durante a viagem pelo deserto (Núm. capítulos.3, 4, 8, 18).
Naquele tempo, os levitas não eram responsáveis pela música no tabernáculo. Afinal, não havia uma parte musical no culto estabelecido pela lei de Moisés, embora as orações e sacrifícios incluíssem o sentido de louvor, adoração e ações de graças.
Muito tempo depois, Davi inseriu a música como parte integrante do culto. Afinal, ele era músico e compositor desde a sua juventude (I Sm.16.23). Então, atribuiu a alguns levitas a responsabilidade musical. Em I Crônicas (9.14-33; 23.1-32; 25.1-7), vemos diversas atribuições dos levitas. Havia então entre eles porteiros, guardas, padeiros e também cantores e instrumentistas (II Crônicas 5.13; 34.12).
Considerando o paralelo existente entre Israel e a igreja de Jesus Cristo, podemos até utilizar o nome “levita”, embora não sejamos descendentes de Levi. Mas, se queremos assim considerar, então todos os que servem em qualquer ministério podem ser chamados “levitas”. O levita é aquele que executa qualquer serviço ligado ao culto. O levita é simplesmente um servo e não alguém que esteja na igreja para ser alvo da glória humana.
Aqueles levitas, designados por Davi para o louvor, eram liderados por Asafe, Hemã e Jedutum, e tinham a tarefa de PROFETIZAR com harpas, alaúdes e saltérios (I Crônicas 25.1). Nessa época, surgiu a maior parte dos salmos de Israel. Hoje, podemos testificar que aqueles levitas eram mesmo profetas. Através deles o Espírito Santo falava ao povo. Além disso, eram mestres no que realizavam (I Crô.25.7). E nós? O que somos? Se queremos usar o nome de “levitas” precisamos nos dispor para o serviço e para caminhar em direção a um nível de qualidade excelente no ministério.